segunda-feira, 8 de julho de 2013

Petunia



Nome científico: Petunia hybrida

Nome vulgar: Petúnia

Origem: A espécie Petunia hybrida inclui todas as variedades cultivadas que derivam do cruzamento entre a Petunia violacea do Brasil e a Petunia nyctaginiflora da Argentina.

Planta perene de porte herbáceo cultivada como anual.
Altura: entre os 30 e os 50 cm.
 
Esta espécie pode apresentar flores simples ou dobradas com bordos lisos ou ondulados. As flores apresentam variadas cores e há quem diga que cobrem toda a gama de tons do arco-íris. A época de floração é na Primavera e no Verão.

Será, segundo alguns autores, a planta mais cultivada em todo o mundo, devido à grande quantidade de flores que produz.

Utilização: em bordadura, maciços ou em vaso.

Esta espécie necessita de exposição directa ao sol.

Embora as petúnias sejam plantas perenes que aguentem o Inverno (mesmo com geadas) como as plantas mais velhas florescem pior, é pois aconselhável renovar as plantações todos os anos.

Esta espécie necessita de um solo fértil, rico em nutrientes e com muito boa drenagem.

Durante o período de floração é necessário regar de forma abundante evitando ao máximo molhar as flores e a folhagem. Quanto mais localizadas ao sol mais água necessitam. De preferência regar durante a manhã ou à tarde e nunca durante as horas mais intensas de sol.

Retirar as flores que vão murchando.

Após a primeira floração e quando as hastes começam a entrelaçar-se, deve-se fazer uma poda (até metade do tamanho). Ao fim de 2 semanas as hastes rebentam e voltam a crescer frondosas e a florescer como antes.

Doenças e Pragas que atacam as Petúnias

Podridão do tronco – pode ser causado por diferentes fungos que vivem no solo (Sclerotinia, Fusarium ou Rhizoctonia). O tratamento é difícil. O excesso de estrume na terra e o excesso de água podem potenciar os ataques destes fungos.

Podridão das raízes – é mais comum nas plantas jovens. O fungo causador é a Phytophthora. Evitar os excessos de água.

Amarelecimento das plantas – pode ser causada pela rega excessiva. Favorece o desenvolvimento de fungos que atacam as plantas

Pulgões (afídeos) – estas plantas são susceptíveis ao ataque dos pulgões.

Aranhiço vermelho – ataca mais durante os períodos de calor. Normalmente estão na face inferior das folhas (pode ser necessário uma lupa para as observar).

Nemátodos do solo – provocam galhas ou protuberâncias nas raízes. As plantas deixam de se desenvolver.

Escaravelhos, Lagartas e Larvas mineiras – insectos que provocam prejuízos nas folhas.

Os caracóis e as lesmas também podem atacar as petúnias.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Ola meu nome e Sandra, minhas petúnias estão floridas lindas, mas o problema e que todos os botões antes de abrirem secam e caem, o que esta acontecendo, sera que pode me ajudar.

    ResponderEliminar