quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Bouganvillea



Bouganvillea


A bouganvillea é uma trepadeira conhecida pela sua espectacular floração. Em climas mais quentes, sem geadas, floresce praticamente ao longo de todo o ano, inclusive no Inverno.

As duas espécies mais comuns são a Bouganvillea glabra e a Bouganvillea spectabilis. De cada dessas espécies existem diversas cultivares com flores (brácteas) de cores variadas como o branco, rosa, amarelo, laranja, vermelho.

Deve ficar claro que o que comummente chamamos "flores" da bouganvillea não são verdadeiramente flores, mas sim brácteas. As brácteas são folhas modificadas que rodeiam a verdadeira flor que é muito pequena, branca e sem valor ornamental.

Num jardim esta trepadeira pode ter diversas utilizações:

1. Para cobrir paredes, pérgulas, vedações, muros, grades, etc. Os ramos podem-se fixar usando arames.
2. Pode-se fazer com a bouganvillea um arbusto arredondado e plantá-lo como espécimen isolado num jardim ou num vaso.
3. É adequada para criar uma sebe florida.
4. Pode-se usar como rastejante para cobrir um talude.

A bouganvillea é uma planta resistente - aguenta solos pobres, a falta de água e a falta de cuidados. Não gosta nem de frio nem de excesso de água.

Vamos ver como se cultiva e quais os possíveis problemas um a um.

Luz

No jardim deve-se situar num local onde apanhe o máximo de sol, recebendo o máximo de luz possível.

Temperatura

A Bouganvillea spectabilis aguenta até -3 ºC e a Bouganvillea glabra até -7 ºC. Abaixo de 5 ºC ambas as espécies perdem as folhas, entrando em repouso vegetativo. No nosso clima é normal que as bouganvilleas percam as folhas no Inverno e que no início da Primavera voltem a rebentar.

Deve-se colocar as bouganvilleas junto a uma parede protegida e virada a sul, pois isso aumenta a sua resistência ao frio. De uma maneira geral quanto mais velha é a planta mais resistente se torna ás baixas temperaturas.

Rega

No Verão uma planta em vaso deve ser regada 2 a 3 vezes por semana. As plantas no jardim só precisam de água uma vez por semana.

É fundamental que o solo tenha uma boa drenagem e que não fique encharcado. No caso dos vasos é importante manter os orifícios de drenagem convenientemente desobstruídos.

Adubação

No caso de plantas em vaso podemos juntar um pouco de adubo líquido à água de rega. Na Primavera e no Verão um pouco de adubo a cada 15 dias é perfeitamente suficiente.

Algumas vezes as plantas mostram sintomas de carência de nutrientes apresentando folhas amarelecidas. Neste caso um adubo com quelatos de ferro pode ser uma boa solução para que as plantas recuperem a cor verde normal.

Poda

• A poda deve ser feita no final do Inverno / início da Primavera. Com a poda procura-se limitar o tamanho da planta e estimular um desenvolvimento mais luxuriante e compacto e uma maior floração.

• A poda deve ser feita cortando os ramos que surgiram nesse ano, deixando uns 5 cm sobre o ramo ou haste principal. Os ramos que vão servir para fazer crescer a planta por exemplo ao longo de uma parede não deverão ser podados.

• Alguns ramos mais velhos podem ser eliminados e substituídos por hastes mais novas que devem ser amarradas à estrutura de suporte.

• Se plantar uma nova bouganvillea junto de uma parede os primeiros ramos devem ser fixados horizontalmente para que a partir daí cresçam hastes verticais que vão preencher a parede.

• No caso de uma bouganvillea em vaso, por exemplo com a forma de uma bola, é conveniente podar anualmente até um terço do seu volume.

Pragas e Doenças

Cochonilhas - É a praga mais frequente. Cravam um bico e chupam a seiva das folhas e dos ramos tenros. As cochonilhas excretam um líquido açucarado (uma espécie de melaço) sobre o qual se desenvolve um fungo de cor negra (fumagina).
Para combater as cochonilhas deve-se aplicar um insecticida sistémico.

Pulgões - O pulgão alimenta-se chupando a seiva das plantas e provoca a deformação quer das folhas quer das hastes atacadas. Também excretam o mesmo tipo de melaço sobre o qual se desenvolve posteriormente a fumagina.

Aranhiço vermelho (ácaros) - Chupam a seiva das folhas e provocam o amarelecimento destas e um enfraquecimento geral da planta (perda de vigor).
Tratamento com acaricidas.

Mosca branca - Insecto que provoca um amarelecimento da folhagem e um enfraquecimento da planta (perda de vigor).
A mosca branca leva igualmente ao aparecimento da fumagina sobre o melaço libertado pelas larvas da mosca.  

Oídio - Fungo que forma una camada branca sobre as folhas. Ao regar deve-se evitar molhar as flores e as folhas para não favorecer o ataque deste fungo.
Combate-se aplicando um fungicida anti-oídio.

Clorose (perda da cor verde das folhas) por deficiência de nutrientes – a mais comum é a falta de ferro que provoca um amarelecimento das folhas.
A maneira mais eficaz de corrigir o problema é aplicar (na rega ou por pulverização nas folhas) um adubo especial rico em ferro (quelatos de ferro).

Encharcamento do solo – provoca o apodrecimento e a asfixia das raízes. As folhas ficam amarelas e a planta pode acabar mesmo por morrer.

7 comentários:

  1. Muito boa matéria e didática.
    Tenho um vaso de Bouganvilles que as folhas encolheram e estão franzidas ou repolhadas,crespas.
    Já pesquisei e nada encontrei. Por favor pode me orientar?
    Muito Obrigada,
    Lélia Nunes

    ResponderEliminar
  2. Tenho várias plantas destas em meu jardim, e as folhas este ano tem caido prematuramente e as flores tem secado, ficando amarelas e sem vida. Por acaso isso só se deu, nas plantas de cores rosadas e púrpuras. Procuro soluções para esse problema.

    ResponderEliminar
  3. Bruce, conseguiu solução para sua planta? Estou com o mesmo problema e gostaria de saber se fez algo que ajudou!
    Obrigada

    ResponderEliminar
  4. Lelia, voce achou uma solução para sua planta? A minha está com o mesmo problema! Encontro nela uma praga de cor marrom, que nao sei se é pulgão ou colchonilha. Ela se camufla muito bem com a cor do caule, e não consigo me livrar dela!

    ResponderEliminar
  5. Bom dia Tahiss, tb tenho esse problema e pesquisei sobre o assunto! Alguns biólogos indicam o óleo de Nim que pode ser comprado em qualquer
    loja especializada. É um pouco caro mas vale a pena! Um abraço Luciana

    ResponderEliminar