terça-feira, 6 de novembro de 2012

Hortênsias

Hortênsia ou Hidrângea

Nome científico: Hydrangea macrophylla

Nome vulgar: hortênsia, hidrângea

Origem: Extremo Oriente.

Arbusto de folha caduca com 1 a 2 metros de altura. As folhas são grandes, de forma oval e borda dentada e caem quando chega o Outono.

Flores verdes no inicio e que mais tarde ficam rosadas ou azuis, reunidas numa grande inflorescência de forma globular (corimbos). O que dá cor à inflorescência são umas folhas modificadas chamadas brácteas.

A floração começa na Primavera e prolonga-se até ao Outono. As cores das flores vão do branco a diversos tons de rosa, azuis e mesmo fúcsia.

Esta planta deve ser colocada numa posição de meia sombra pois o sol forte do Verão queima-lhe as folhas.

No Inverno a planta entra em repouso vegetativo pelo que o frio e as geadas não a prejudicam.

A hortênsia gosta de solos ácidos (pH = 5), porosos, permeáveis, frescos e húmidos. O pH do solo é importante pois tem influência na cor das flores.

Necessita de regas abundantes e frequentes. Esta planta necessita de terra sempre húmida sobretudo no Verão.
A água de rega não deverá ter calcário.

Durante o Inverno poder-se-á juntar ao solo estrume, turfa ácida ou substrato ácido.

As hortênsias agradecem adubos ricos em potássio e pobres em azoto e fósforo. Um adubo rico em azoto vai provocar a produção de muitas folhas e uma floração escassa.

A cor das flores é determinada pelo pH do solo ou do substrato. Se o solo ou o substrato tiverem um pH de 4,5 a 5 e um alto teor de alumínio e um elevado teor de potássio, a flor será azul.

Para conseguir flores azuis deve-se fazer o seguinte:
Dissolvem-se 10 gramas de sulfato de alumínio em 5 litros de água e rega-se 2 vezes por semana.
Alternativamente podem-se usar 20 gramas de sulfato de ferro em 5 litros de água e rega-se também 2 vezes por semana.
Com esta adubação obtemos um pH inferior a 5 e conseguimos que uma hortênsia de flor rosa produza flores azuis.

Pragas e doenças que atacam as hortênsias: caracóis e lesmas; nemátodos (na raíz); pulgões, tripes, moscas brancas e aranhiço vermelho; fungos nas folhas.

Se as folhas ficarem amarelas isso chama-se clorose e resolve-se fornecendo ás plantas um quelato de ferro.
Preventivamente pode-se fornecer ás plantas adultas cada 6 semanas um adubo com quelatos de ferro.

Poda de limpeza da hortênsia: no Inverno eliminar os ramos mortos, secos ou doentes; eliminar os ramos débeis, mal orientados ou que sobressaem muito do arbusto; eliminar flores secas; corrigir a assimetria se a copa do arbusto estiver descompensada.

Poda de floração da hortênsia: esta planta deve ser podada todos os anos no final do Inverno (durante o mês de Fevereiro). Devemos só podar os ramos que deram flor. Cortar acima do 2.º nó do ramo. Destes nós vão surgir lançamentos que irão dar flor no próximo ano.

Não se devem podar os ramos que não deram flor pois são os que vão agora dar flor este ano.
Os ramos que saem directamente do solo só darão flor no próximo ano conjuntamente com as hastes que vão surgir dos nós que foram deixados depois da poda deste ano.

2 comentários:

  1. Muito obrigada, gostei muito de saber sobre a hortênsia,amo essa flor só que a minha está dando muitas flores mas as folhas estão verdes mas com pragas o que devo usar para matá-las!!

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada, gostei muito de saber sobre a hortênsia,amo essa flor só que a minha está dando muitas flores mas as folhas estão verdes mas com pragas o que devo usar para matá-las!!

    ResponderEliminar